A ZOPACAS e a Defesa no Brasil, Argentina e Uruguai

  • Cláudio de Carvalho Silveira Universidad del Estado de Río de Janeiro. Río de Janeiro, Brasil
Palabras clave: Zona de Paz e Cooperação, Atlântico Sul, Forças Armadas, Brasil, Argentina, Uruguai

Resumen

Este texto tem por objetivo geral abordar aspectos da percepção sobre a criação da Zona de Paz e Cooperação do Atlântico Sul (ZOPACAS) no âmbito dos países sul-americanos, ao completar três décadas de sua existência, com o foco nos temas de segurança internacional e defesa, existentes nessa região. De maneira mais específica, abordaremos algumas dessas percepções sobre a ZOPACAS ocorridas na República Federativa do Brasil, República Argentina e República Oriental do Uruguai. Neste período, os três países se tornaram, membros da ZOPACAS, e parceiros na União das Nações Sul-Americanas (UNASUL) e no Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Além destas instituições, a ZOPACAS, colaborou na cooperação internacional na área de defesa, que promoveram o aumento de iniciativas e possibilidades de manter a paz, a confiança mútua e a estabilidade na região.

Biografía del autor/a

Cláudio de Carvalho Silveira, Universidad del Estado de Río de Janeiro. Río de Janeiro, Brasil

Graduado em Filosofia (UERJ). Graduado em Ciências Sociais (UERJ).Mestre em Ciências Sociais (UFRJ). Doutor em Ciências Sociais (UNICAMP). Professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação de Relações Internacionais do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UERJ.

Publicado
2020-07-09
Cómo citar
de Carvalho Silveira, C. (2020). A ZOPACAS e a Defesa no Brasil, Argentina e Uruguai. Perspectivas Revista De Ciencias Sociales, (9), 332 - 353. https://doi.org/10.35305/prcs.v0i9.162